19 de fev de 2010

Quanta Falta

Quanta falta fez...
O beijo não roubado na frente dos seus amigos
A ligação não feita, só pra ouvir sua voz, com medo de gaguejar, não saber o que falar
A declaração não completa, que, por seu orgulho bobo, você desconversou
Os nossos planos de fuga, para ficarmos sozinhos, que acabaram não acontecendo


Quanta falta faz...
A sua companhia, durante o pôr-do-sol, e aquela lua, mais cheia e amarela do que nunca
O seu cheiro em mim, que não permite que eu passe mais de cinco minutos sem pensar em ti, como se precisasse de qualquer coisa para isso...
As suas cobranças sobre a minha responsabilidade com o trabalho não feito
E até mesmo sua mão, que insiste em me escabelar


Quanta falta faria...
Se eu não tivesse deixado meu orgulho de lado, e não tivesse te procurado na noite em que eu mais precisava do teu abraço
Se você não tivesse ligado inesperadamente quando eu só queria era sumir do stress da minha casa
Se não tivesse você pra me lembrar o lado bom da vida sempre, e se não menosprezasse ao máximo minha nostalgia
Se não tivesse o seu sorriso, que mesmo sem querer, me transporta pra outra dimensão


Quanta falta fará...
Quando eu quiser esquecer do mundo, dos problemas, e lembrar-me que só você tem esse poder
Quando tudo voltar ao normal, o contato se perder e houver um pouquinho de esperança, mesmo sabendo que não vais ligar
Quando a nossa musica não tocar mais pra lembrar de ti, pois fora a mais ouvida no verão
Quando, enfim, eu não sentir mais nada, e você não estiver aqui para perceber isto.


Sharyel Toebe

Nenhum comentário: